Previous
Next

Início

CABRIOLA CIA DE TEATRO - Tem atualmente em seu repertório trabalhos que atendem aos objetivos de produzir uma informação ampla e abrangente, disponibilizando conteúdos artísticos, permitindo o deleite estético e promovendo uma diversidade cultural através da oferta de programação diversificada, educativa e cultural a todas as faixas de público.

  

 Crítica (por Ricardo Schopke)
histórico - rosa azul
Tendo como inspiração o belo texto O Gato Malhado e a Andorinha Sinhá de Jorge Amado, “A História que a Manhã contou ao Tempo” da Cabriola Cia de Teatro de Salvador foi um dos grandes destaques entre as Atrações Convidadas da 7o FENATIFS. Uma outrora impossível história de amor entre um gato mal humorado e uma linda e amigável andorinha é o fio condutor desta poética história conduzida com lirismo, plasticidade – destaque para os belos figurinos simbólicos (Etiene Bouças) e para o uso de escadas, e  guarda-chuvas que marcam as estações do ano (Heraldo Souza) -, e contendo teatro de animação (Grupo Ereoatá e Cabriola Cia de Teatro), belas composições musicais (Heraldo Souza), e um jogo teatral repleto de partituras corporais, teatro físico e teatro narrtativo. A direção e adaptação feitas por Heraldo Souza, que divide também a cena com a atriz Etiene Bouças é de extrema delicadeza, precisão, seriedade; além de imprimir um belíssimo tom solene e melancólico à linda história. A encenação de “A História que a Manhã contou ao Tempo” é uma grata surpresa de um bom teatro realizado com muitos critérios, para a infância e juventude.